Como criar uma marca para o seu negócio

Para criar uma marca, uma marca realmente grande é uma das maneiras mais poderosas de uma empresa diferenciar seus negócios, produtos ou serviços de seus concorrentes. Não apenas uma marca forte fará os clientes se sentarem e tomarem conhecimento, mas também permitirá que sua empresa cobre um prêmio sobre seu concorrente, desenvolva a lealdade do cliente, impulsione as vendas e acelere a diferenciação do produto no mercado.

Sua marca não é apenas um complemento para ser considerado como e quando. Deve estar bem no centro do seu negócio, afetando tudo o que você faz e simultaneamente refletindo a soma de tudo que você faz. É, em essência, tanto a causa como o efeito de todas as suas ações.

Uma marca não é apenas um logotipo, é a resposta emocional coletiva ao logotipo e outros elementos. Sua marca é toda voltada para gerar essa resposta.

O que é uma marca? Primeiro de tudo, vamos ser claro o que entendemos por uma marca. Uma marca é uma promessa de uma experiência particular que foi criada através da soma de vários elementos, incluindo o logotipo e o slogan, a personalidade da marca, a promessa, as mensagens e os elementos visuais.

O processo de branding está construindo essa marca, desde a criação do logotipo, pesquisando o nome, trabalhando através dos atributos, fazendo o trabalho do grupo de foco – o branding é parte do negócio que você está construindo. Assim como um ator do Método vive e respira seu personagem, o mesmo deve acontecer com uma empresa que respire sua marca se quiser convencer os clientes. A criação de uma marca, como uma personalidade individual, baseia-se em um conjunto de comportamentos e características – com a força e a consistência desses fatores afetando sua eficácia.

Vantagens da marca – Branding é uma das formas mais eficazes de separar o seu negócio do resto do mercado e construir uma base de clientes fiéis, mas também tem muitos outros benefícios, ajudando-o, no mínimo, a estabelecer e expandir o seu negócio, entre muitos outros benefícios.

Sua direção de negócios – Sem o senso de propósito que uma marca lhe dá, como você sabe se a direção que está seguindo é a certa para o seu negócio, ou se as decisões que você está tomando estão de acordo com os ideais de seus negócios e clientes? As decisões que você toma e as instruções que você escolhe podem reforçar ou minar completamente o que a sua empresa representa.


Passos para construir um blog de sucesso

Decida em um nicho – O primeiro passo na construção de um blog é decidir sobre um nicho. O que você quer escrever? Em que área você é especialista? Agora, você não precisa realmente ser um especialista, mas precisa de algum conhecimento ou disposição para aprender tudo o que puder e, eventualmente, transmitir esse conhecimento.

Você também deve notar que certos nichos são muito mais competitivos do que outros. Portanto, se você planeja gerar renda estável a partir do seu blog, precisará classificar suas postagens e notícias competitivamente nas páginas de resultados do mecanismo de pesquisa do Google. Isso não é apenas sobre a compreensão de SEO. Isso também é garantir que você não esteja em um nicho ferozmente competitivo.

Por exemplo, se você planeja iniciar um blog sobre como ganhar dinheiro on-line, renda passiva e coisas dessa natureza, o que é extremamente competitivo, você terá muito mais tempo para começar a gerar dinheiro com suas atividades. Você não pode simplesmente esperar criar um blog, fazer algumas postagens e se tornar um milionário da noite para o dia. Não funciona assim.

Embora a maioria dos profissionais de marketing da Internet gostaria que você acreditasse de outra forma, não existe uma “fórmula secreta de sucesso” que o ajudará a construir uma fortuna em massa rapidamente na web. Não existe um “modelo recém-descoberto” que lhe dará as ferramentas para o sucesso. Claro e simples. No entanto, os nichos que envolvem buscas transacionais mais competitivas, como o nicho de fazer dinheiro on-line, serão mais difíceis de realizar no início.

compre um nome de domínio – O próximo passo na construção de um blog que realmente vai fazer você ganhar dinheiro em algum lugar é comprar um nome de domínio. Se você decidiu sobre o que vai escrever, então você precisa encontrar um nome de domínio que seja harmonioso com isso. Escolha um nome que seja curto o suficiente para ser facilmente lembrado, mas também rico em palavras-chave para ser aplicável ao seu conteúdo.

Tenha em mente que você não está apenas construindo um blog, você estará construindo um negócio e uma marca. Quanto mais memorável você fizer o seu nome de domínio, maior será a probabilidade de ter sucesso com o seu blog.


Contextualizar a experiência móvel

As pessoas não usam seus telefones da maneira que usam seus computadores. Então, por que você ainda está tratando os dois médiuns da mesma forma?

Para maximizar o alcance do conteúdo de seus negócios, você precisa entender o modo como seu público-alvo móvel descobre e absorve informações. Quanto mais familiarizado você está com seus hábitos de consumo, mais fácil se torna criar conteúdo que chega em casa.

Para isso, é importante aprender como os usuários de smartphones interagem com seu próprio site em particular. Você pode usar esses dados para desenvolver personas de clientes móveis e propor estratégias específicas para atender às suas necessidades.

O Google Analytics hospeda uma ampla variedade de estatísticas dedicadas a usuários móveis. Essas métricas ajudam você a responder a uma série de perguntas cruciais para sua estratégia de conteúdo multicanal.

Ao segmentar as principais páginas de destino por origem de tráfego, você pode ver quais conteúdos anteriores tiveram melhor desempenho em dispositivos móveis e quais tipos de palavras-chave estão em alta demanda. Se as taxas de rejeição forem significativamente mais altas para usuários de dispositivos móveis, isso pode significar que eles estão com problemas para encontrar exatamente o que desejam no seu site.

Além disso, se as estatísticas mostrarem que a maioria de seus usuários de dispositivos móveis gastam menos tempo ou interagem menos com artigos longos, vale a pena fazer experiências com conteúdo mais curto ou dividir o post em pedaços menores. Se determinadas campanhas funcionassem melhor em um computador do que em dispositivos móveis, provavelmente haveria uma maneira de otimizar sua frase de chamariz para usuários ávidos de smartphones.

Além de dados brutos, pesquisas direcionadas e entrevistas individuais também podem ser valiosas para entender seu público-alvo de dispositivos móveis. De qualquer forma, a pior coisa que você pode fazer é criar uma estratégia de conteúdo multiplataforma no vácuo.

Um dos mais novos chavões do bloco, o design responsivo se refere a um site que se ajusta automaticamente a várias resoluções e tamanhos de tela relevantes. Existem quatro tamanhos básicos de tela que você precisa considerar para adaptar seu conteúdo para: desktop, laptop, tablet e smartphone.


História dos Empreendedores

A busca por liderança de qualidade é um processo em andamento que está em prática desde os últimos séculos. A necessidade de um bom líder é um dos fatores que levaram à evolução do empreendedorismo e da economia mundial. Além disso, há vários outros fatores que levaram ao início e à crescente importância do empreendedorismo.

Com o avanço da comunicação entre os países e a melhoria no transporte, iniciou o processo de negociação. Foi quando as pessoas se tornaram cada vez mais independentes, o que levou ao sucesso no comércio. Acredita-se também que os comerciantes e os comerciantes foram os primeiros empresários.

Advento de comunidades estáveis ​​e especialização: Quando mais e mais pessoas começaram a se estabelecer em comunidades estáveis ​​e viver como um grupo, uma mudança drástica foi observada em seus estilos de vida. O fato de cada tribo ter um líder individual especializado em uma tarefa não pode ser negligenciado. Cada líder especializado em uma tarefa específica ajudou a acelerar a inovação e o desenvolvimento da qualidade de liderança nos indivíduos. A qualidade da liderança é o que torna os empreendedores tão bem sucedidos no empreendedorismo hoje.

Formação de mercados: Com o aumento do comércio e a formação e criação de mercados em todo o mundo, a necessidade de melhores ideias e qualidades de liderança tornou-se cada vez mais importante. Os primeiros empresários (comerciantes e comerciantes) começaram a correr mais riscos na negociação para obter lucro. No entanto, com o aumento dos mercados e as exigências das pessoas, inovação e comércio foram considerados como um aspecto importante, e mais e mais pessoas começaram a assumir riscos por se envolverem. Foi quando os primeiros empresários começaram a pensar fora da caixa para lidar com a crescente concorrência e ganhar mais lucros.

Necessidade de carreira independente: Com o aumento da população, surgiu a necessidade de escolher um plano de carreira e conseguir um emprego para se estabelecer bem. Devido à falta de bons empregos e ao aumento do número de empregos indignos, cada vez mais pessoas queriam optar por uma carreira independente. Na busca por ter um emprego estável e uma carreira, a maioria das pessoas começou a assumir riscos máximos, iniciando seus próprios pequenos negócios, a fim de obter o máximo de benefícios.


Foco é segredo para ser empreendedor

Para um empreendedor manter o foco e seguir seu “instinto” é preciso ter autoconfiança. Durante a trajetória existirá dezenas de pessoas que irão desincentivar, e é preciso saber lidar com a opinião alheia, seguindo os objetivos, foco e encontrando as melhores soluções para a economia. Por isso, sempre que for pensar em um projeto é importante ter um plano de negócio traçado.

Nem sempre uma ideia inovadora dará certa por mais bem planejada que seja, claro, as chances são maiores, contudo, algumas vezes irá falhar. Ter persistência para continuar tentando e não perder a confiança é obrigatório para ser um empreendedor.

Estas são as características principais de como ser um empreendedor.

Para ser um empreendedor é preciso desenvolver de “dentro para fora” as características e atitudes, assim, irá externá-las e conseguir atingir o sucesso.

Simplificando, é necessário readaptar os hábitos e forma de visualizar as coisas.

Fazer cursos e exercícios de coaching, por exemplo, é uma excelente forma de melhorar a autoconfiança. Tomar as “rédeas” da situação e encontrar a solução você mesmo, sem o auxílio de terceiros ou opiniões alheias também é importante. Treine isso!

Com o objetivo de melhorar sua capacidade de observação, criação e concentração, você pode retirar 1 hora do seu dia para pensar em novos negócios ou até mesmo remodelar negócios já existentes, encontrando pontos que é possível inovar e fazer sucesso.

Embora possa parecer um pouco “bobo”, para aperfeiçoar a sua persistência a dica é começar a jogar alguns games, provavelmente irá perderá às vezes e terá que persistir até conseguir.

As ideias inovadoras não surgem sempre do nada, pelo contrário, na grande maioria das vezes segue uma série de etapas até chegar a sua elaboração.

É importante destacar que ideias inovadoras não são apenas as que jamais foram criadas, mas sim tudo que sofre alguma modificação significativa. Por exemplo: táxi, é um negócio comum, agora, oferecer um serviço de táxi de carros antigos é uma inovação.

As pessoas que possuem uma boa capacidade criativa costumam dizer que o grande “macete” é ser observador. Analisar o dia a dia, perceber em tudo uma possibilidade de algo novo é a chave para ter ideias inovadoras.


Guilherme Paulus: moldando a indústria do turismo no Brasil

Muitos brasileiros concordariam em dizer que começar e operar um negócio com sucesso no país é um desafio, pois há muitos obstáculos que um indivíduo tem que superar. Ao mesmo tempo, tornar-se um profissional de negócios no Brasil pode ser gratificante. Além disso, a falta de capital de risco no país pode ser bastante desanimadora.

Os altos impostos do governo, bem como a burocracia pesada, proíbem os profissionais de negócios de administrar seus negócios com sucesso. Não é de admirar que um indivíduo como Guilherme Paulus seja celebrado por seu sucesso empresarial.

Tendo atuado na indústria do turismo por mais de três décadas, ele agora é um nome familiar, referindo-se com carinho a um modelo para empreendedores emergentes interessados em se aventurar no setor de turismo.

Guilherme Paulus muitas vezes aproveitou várias oportunidades desde o início de seu plano para ser um líder de negócios no mundo no setor de viagens e turismo. Ele formulou uma ideia que lhe permitiu ser um excelente ouvinte para clientes, agências governamentais e também para a comunidade em geral. Ele é um fiel crente em ouvir e buscar conselhos.

O nome de Guilherme é amplamente sinônimo do sucesso da indústria do turismo no Brasil. Não só ele é proeminente para treinar empreendedores emergentes no negócio, mas também conhecido por oferecer liderança corporativa.

Sua intensa abordagem para transformar o setor de hospitalidade do Brasil lhe concedeu tremendos elogios de órgãos locais, bem como agências internacionais, como o setor de turismo na França e o governo dos EUA.

Alguns desses reconhecimentos incluem o recebimento do Prêmio Empreendedor do Ano de 2017, concedido a ele por oferecer várias oportunidades de trabalho para a comunidade local.

Ao mesmo tempo, Guilherme Paulus assumiu muitas vezes um papel de liderança na transição do setor de turismo, oferecendo treinamento intenso sobre os benefícios de oferecer serviços de alta qualidade aos clientes.

Paulus também assumiu um papel de liderança para garantir que as crianças de famílias de baixa renda possam ter acesso a programas de educação para que possam aprender mais sobre o setor de turismo, incluindo como investir no negócio.

Ele usa os recursos da CVC Brasil, uma empresa que ele co-fundou com a ajuda de Carlos Vicente Cerchiari. Guilherme Paulus é, sem dúvida, um modelo para os empreendedores emergentes.

 

“Aproveite oportunidades” é o lema de Guilherme Paulus

O executivo Paulus é um homem que conhece o significado de dar uma chance e fazer com que isso funcione. Ele é um homem otimista em relação a cada dia e não quer perder tempo.

Se não fosse por um amigo dele, ele não teria o império de hotel que tem hoje. Ele trabalhou muito para se tornar um dos maiores empreendedores do Brasil e da América do Sul. Ele adora compartilhar as experiências que teve com outras pessoas.

Em entrevistas, o executivo já afirmou ser grato por cada dia que consegue trabalhar com as pessoas. Ele sente que uma atitude positiva ajudará as pessoas a ir muito longe na vida e compartilha essa filosofia com seus colegas de trabalho.

Paulus diz que manter as coisas em ordem e escrever as coisas realmente o ajudam a se manter em dia a cada dia. É a maneira perfeita de se manter produtivo no mundo dos negócios.

O empresário é uma prova positiva de que uma pessoa pode alcançar seus sonhos trabalhando duro e mantendo-se positiva. Isso o ajudou a chegar ao topo da pilha de negócios e, como ele, você também pode alcançar o seu próprio sucesso seguindo o lema do empresário’.


Guilherme Paulus dá dicas sobre empreender com sucesso na hotelaria

Guilherme Paulus, presidente do Conselho Administrativo da CVC, é um dos maiores empreendedores do país e ama o que faz. De acordo com ele, empreender é como estar dentro de um jogo de videogame. Segundo ele acreditar no seu negócio é uma das questões-chave para vencer.

O empresário fundou a CVC na década de 1970. Na época, os principais clientes da empresa eram grêmios de trabalhadores de empresas da região do ABC paulista, local onde ela foi fundada. Em quatro décadas, a CVC virou a maior operadora de turismo de toda a América Latina e a terceira maior do mundo. Ao todo, são 8 mil agentes de viagem, 700 lojas e mais de 2 milhões de passageiros que utilizam seus serviços anualmente.

Determinação foi essencial para o crescimento da CVC. Mas não foi o único componente. Também foi necessária uma pitada de inovação. A CVC inovou ao ser a pioneira a fretar aeronaves para voos para fora d Brasil e por oferecer a possibilidade de parcelar o valor de pacotes aéreos, facilitando a viagem dos brasileiros. Atualmente, Paulus dá palestras contando sobre sua trajetória e dando dicas para novos empreendedores.

Uma dica que Guilherme Paulus dá para empreendedores em busca de sucesso em seu negócio é o planejamento. Mas, mesmo com planejamento, nem sempre é possível saber o que acontecerá com o negócio. Também é essencial estar preparado para o inesperado, de acordo com o empresário. Ele afirma que o sucesso é a soma de 10% de inspiração e 90% de transpiração, com muitos acertos e poucos erros e muito conhecimento em sua área. Foi com muito conhecimento na área de hotelaria que Paulus cresceu no setor.

O início de sua carreira foi em 1971, na Casa Faro Turismo. Apenas um ano depois, a CVC foi fundada. A agência foi fundada com o sócio Carlos Vicente Cerchiari, que vendeu sua parte na sociedade em 1974. Mas a CVC não é o único negócio comandado por Guilherme Paulus. Ele também é dono da GJP Hotéis & Resorts, responsável pela gestão de 12 hotéis e resorts em território nacional.

Mais recentemente, em 2006, Paulus adquiriu a Webjet. Na época, a companhia aérea tinha apenas uma aeronave. No comando de Guilherme Paulus, a companhia aérea virou a terceira maior do Brasil. Em 2011, o empresário vendeu a Webjet para a Gol, e esse foi uma das maiores negociações da aviação brasileira. Dentro da estratégia de popularizar a CVC, ele virou associado ao Carlyle Group, um dos maiores fundos do mundo. No GJP Hotéis & Resorts, Guilherme Paulus é o sócio majoritário. O complexo hoteleiro Serrano Resort Convenções & Spa, em Gramado. O hotel já foi considerado o melhor hotel de serra do Brasil.

Mas seus empreendimentos não foram os únicos que ganharam prêmios. Paulus foi considerado o Executivo de Valor (jornal Valor Econômico – anos 2007 e 2010), empresário Revolucionário das Relações de Consumo (revista Consumidor Moderno – 2010), Personalidade do Ano em 2003, 2004 e 2005 (revista Viagem e Turismo) e mais. Em 2010, foi eleito o Líder Empresarial do Setor de Turismo, Lazer e Entretenimento, pelo terceiro ano consecutivo. Desde 2007, Paulus assumiu a cadeira 28 da galeria de Imortais da Academia Brasileira de Marketing. Já a CVC recebeu mais de dez vezes consecutivas o prêmio de Melhor Operadora de Turismo, de acordo com os leitores da revista Viagem e Turismo.


Melhores investimentos de curto prazo

CD-Certificado De Depósito: Uma das opções recomendadas para investimento em dinheiro de curto prazo inclui CD, que significa Certificado de Depósito. CDs oferece muito mais opções do que uma conta de poupança regular. Os termos para CDs também variam de alguns meses a mais de 5 anos. Os termos mais longos se traduzem em taxas mais altas.

As taxas mais altas vêm com riscos adicionais, e aqui está o porquê: Você pode descontar um CD antes da data de maturação. Por exemplo, você pode ter escolhido um investimento de CD de 5 anos, mas após o primeiro ano você decide tirar seu dinheiro. Se você decidir sacar seu dinheiro antes, muitos dos CDs cobrarão uma multa. A penalidade varia de banco para banco e o produto de CD que você escolheu.

Por esta razão, é sempre aconselhável manter seu dinheiro no CD até a data de vencimento escolhida. Como resultado, a escolha da duração do seu CD é uma decisão vital. Aqui está uma lista dos prós e contras de escolher CDs como seus melhores investimentos de curto prazo.

Clube de Empréstimo: O Clube de Empréstimos oferece uma série de ótimas opções, juntamente com um potencial para retornos muito melhores. Sua plataforma de empréstimo P2P oferece uma maneira fácil de fazer um investimento em empresas, pessoas físicas ou empréstimos.

É também a opção ideal para empréstimos de curto prazo. Empréstimos disponíveis através desta plataforma são para 3 ou 5 anos. Se você tem certeza de que não precisará desse dinheiro por 3 ou 5 anos, o Lending Club é uma alternativa muito razoável a ser considerada.

Por exemplo, alguns investidores investiram nos empréstimos do Lending Club desde que essa plataforma foi lançada pela primeira vez. Muitos afirmam que seus retornos anualizados, que incluem empréstimos inadimplentes, ultrapassam 8%.

Com os maiores retornos para a economia, é acompanhado por maiores riscos. Os empréstimos serão lançados em cobranças, bem como eventual inadimplência, de vez em quando. A chave para usar uma plataforma como essa é a diversidade. Por exemplo, você pode investir em um empréstimo por US $ 25. No caminho da diversificação em vários empréstimos diferentes, você pode minimizar os efeitos sobre os padrões que terão no portfólio.


Cidade de São Paulo é contemplada por expansão de grupo hoteleiro de Guilherme Paulus

A capital paulista é conhecida, dentre outras coisas, por abrigar diversos empreendimentos hoteleiros de grande porte. De acordo com Guilherme Paulus, o município poderá ganhar mais um hotel de luxo. Desta vez, o empreendedor construirá a unidade hoteleira em uma região da Avenida Cidade Jardim. Uma matéria veiculada pelo Portal Terra traz a expectativa de que o estabelecimento comece a operar já no começo de 2021.

O local terá as estruturas próprias de um hotel, totalizando mais de 60 apartamentos que serão disponibilizados para compra ou locação. Até o momento já se sabe que a unidade hoteleira será um empreendimento considerado de luxo, mas ainda não houve conclusão acerca de qual bandeira irá classificar o local. Na área construída espaços para eventos poderão ser desfrutados pelos moradores, bem como rooftop e restaurantes. Desse modo, a reportagem apurou que Guilherme Paulus tem o anseio de criar uma nova marca para seus últimos negócios no ramo da hotelaria.

Diversos são os meios em que o empresário tem atuado nos últimos tempos. Em relação às atividades realizadas por seu grupo, o GJP, estas não se limitam à construção de hotéis, visto que também consistem na administração dos empreendimentos que são construídos. Quando ainda dava seus primeiros passos no segmento da hotelaria, a corporação era dona de um único hotel. Na atualidade, entretanto, a rede conta com 14 unidades no país. Guilherme Paulus, por sua vez, não deseja parar por aí, pois pretende também empreender na cidade do Rio de Janeiro.

A presença do empresário no segmento turístico ocorreu após a inauguração da operadora CVC, que ocorreu na região do ABC Paulista, nos anos 1970. A expansão da empresa turística de Guilherme Paulus se deu após um longo período de tempo, chamando a atenção de empresas estrangeiras, como a que acabou comprando a companhia brasileira após negociações diretas com o empreendedor.

A corporação que adquiriu a CVC em 2009 foi a Carlyle Group. Apesar da compra pelo grupo em questão, o empresário brasileiro foi convidado a continuar integrando o quadro de executivos da operadora. Assim sendo, ele deixou suas incumbências anteriores para se tornar responsável por presidir o Conselho de Administração dos negócios. Muitas transformações foram observadas na operadora a partir de então, principalmente em relação à maneira como se lidou com o capital aplicado na Bolsa de Valores, passando a se tornar aberto aos investidores interessados.

A operadora CVC Turismo tem, segundo a reportagem em questão, seguido um plano de crescimento que considera o período de cada ano para tal. Com isso, a companhia tem a expectativa de crescer cerca de 2 dígitos por ano. Além disso, planeja-se instalar 100 novos empreendimentos turísticos em diversos municípios brasileiros, o que pode proporcionar lucros de até R$ 5 bilhões.

Para a CVC também se espera que esta conte com filiais em alguns supermercados conveniados com a operadora. Já em relação às outras formas de atuação do empresário, estas já transitaram por segmentos variados, como o da aviação, na época em que realizou transações de venda de uma companhia aérea.


Flavio Maluf reporta sobre o uso de drones por produtores rurais

 

Hoje em dia, praticamente todo mundo, dentre os que estão “antenado” nas tecnologias, já ouviu falar ou até já teve contato direto com drones, inclusive Flavio Maluf, atual presidente do Grupo Eucatex. E é ele que nos reporta como vêm popularizando-, há alguns anos já, esses drones, a tal ponto de, em maio deste ano, chegar a ser regulamentada essa tecnologia, por parte da Agência Nacional de Aviação Civil.

Segundo Flavio Maluf, para se ter uma ideia da expansividade dos drones, em todo o mundo, podemos citar, por exemplo, os dados da consultoria americana Gartner, segundo os quais, até o ano de 2020, o número de dispositivos que serão vendidos, anualmente e considerando todo o mundo, chegará à impressionante quantia de 3 milhões. Nessa faixa, supõe-se, a tecnologia em questão propiciará um faturamento anual beirando o montante de 11,2 bilhões de dólares.

Todavia, apesar desse crescimento em escala global, fato é que, desse total, ainda 89% de seu uso tem destinado-se ao meio militar. Dos 11% restantes, o uso dos drones divide-se entre várias áreas, como a de inspeção industrial ou a de monitoramento de eventos, fora a de fotografia ou a de transporte. Mas, além dessas todas, Flavio Maluf, que tem formação em engenharia mecânica pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), lembra do quão relevante vem sendo tal tecnologia para o agronegócio. Afinal de contas, o Grupo Eucatex vem, desde 1951, pensando tanto em conforto ambiental quanto em conforto acústico, através da adoção, como matéria-prima, da madeira de eucalipto, na produção seja de chapas seja de painéis.

E os drones, onde eles entram nisso? Bem, eles facilitam muito a vida dos produtores ruarais, como lembra Flavio Maluf, visto que podem contribuir com o controle de custos de toda a propriedade. Exemplificando isso, podemos falar do combate a pragas e ervas daninhas, costumeiramente tratado com defensivos, que então, com os drones, torna-se possível um monitoramento tamanho, a ponto de se conseguir identificar, com grande precisão, aquele que foi a área verdadeiramente atingida. Flavio Maluf, por fim, ainda lembra uma colocação, sobre o uso dessa tecnologia no ambiente rural, feita por Fabrício Hertz, atual presidente da Horus, que é uma empresa envolvida com a produção de drones e também com mapeamento através desses: Segundo Hertz, a adoção de drones, por parte do produtor rural, no contexto que já especificamos, “representará uma economia de até 80% nos gastos com esse tipo de agroquímico”.