Uma conta histórica de gestão estratégica

A gestão estratégica encontra suas raízes nas contribuições literárias dos anos 50 e 60. Algumas das personalidades mais proeminentes que elaboraram notícias e o conceito de gestão estratégica durante essa época incluem Alfred Chandler, Igor Ansoff e Philip Selznick. Foi através dos esforços literários desses indivíduos que a gestão estratégica foi formalmente reconhecida como uma disciplina educacional e corporativa durante as décadas de 1950 e 1960.

Alfred Chandler: Em suas obras, Alfred Chandler enfatiza a importância de combinar todos os fatores integrais do gerenciamento eficaz em uma plataforma unificada. Antes da explicação e da hipótese de Chandler, as atividades gerenciais eram distintamente diferenciadas, e a integração de vários aspectos gerenciais não era um assunto importante de estudo.

Anteriormente, as práticas de gerenciamento incluíam interações interdepartamentais mínimas, e a comunicação era limitada à transmissão de apenas informações vitais, por meio de um ou dois gerentes. As funções de gerenciamento foram amplamente diferenciadas com base nas divisões departamentais dentro de uma organização comercial.

Em última análise, observando a falta de coordenação entre as operações de gerenciamento e as decisões, Chandler, além de destacar a importância das funções gerenciais, também enfatizou a adoção de abordagens gerenciais que proporcionavam uma perspectiva de longo prazo. Chandler publicou seu trabalho “Strategy and Structure” em 1962, no qual ele elaborou a importância de formular e implementar estratégias de longo prazo e integrar funções gerenciais, que, na sua opinião, foram para melhorar a estrutura de um negócio e fornecer-lhe um especificado direção.

Philip Selznick: Philip Selznick já havia explicado os benefícios de alinhar os paradigmas externos e internos de uma empresa, em 1957. Sua ideia de criar uma ligação entre os fatores internos e externos do negócio estabeleceu as bases para o método de avaliação globalmente apreciado, análise SWOT. Philip Selznick concentrou-se em explicar a importância da análise profunda e profunda de todos os fatores relevantes para a formulação de uma estratégia de gestão viável.

Igor Ansoff; Onde Selznick se concentrou na importância da análise estratégica e Chandler estabeleceu as bases para a integração das práticas e decisões gerenciais, foi Igor Ansoff quem se inspirou nas teorias de Chandler e refinou ainda mais a definição de gestão estratégica. Ele acrescentou vários conceitos estratégicos à definição básica de Chandler e apresentou uma análise comparativa estratégica altamente sofisticada do desenvolvimento de produtos, desenvolvimento de mercado, diversificação e integração horizontal e vertical. Ele explicou isso como uma solução para as empresas se prepararem para futuras oportunidades e desafios.


História dos Empreendedores

A busca por liderança de qualidade é um processo em andamento que está em prática desde os últimos séculos. A necessidade de um bom líder é um dos fatores que levaram à evolução do empreendedorismo e da economia mundial. Além disso, há vários outros fatores que levaram ao início e à crescente importância do empreendedorismo.

Com o avanço da comunicação entre os países e a melhoria no transporte, iniciou o processo de negociação. Foi quando as pessoas se tornaram cada vez mais independentes, o que levou ao sucesso no comércio. Acredita-se também que os comerciantes e os comerciantes foram os primeiros empresários.

Advento de comunidades estáveis ​​e especialização: Quando mais e mais pessoas começaram a se estabelecer em comunidades estáveis ​​e viver como um grupo, uma mudança drástica foi observada em seus estilos de vida. O fato de cada tribo ter um líder individual especializado em uma tarefa não pode ser negligenciado. Cada líder especializado em uma tarefa específica ajudou a acelerar a inovação e o desenvolvimento da qualidade de liderança nos indivíduos. A qualidade da liderança é o que torna os empreendedores tão bem sucedidos no empreendedorismo hoje.

Formação de mercados: Com o aumento do comércio e a formação e criação de mercados em todo o mundo, a necessidade de melhores ideias e qualidades de liderança tornou-se cada vez mais importante. Os primeiros empresários (comerciantes e comerciantes) começaram a correr mais riscos na negociação para obter lucro. No entanto, com o aumento dos mercados e as exigências das pessoas, inovação e comércio foram considerados como um aspecto importante, e mais e mais pessoas começaram a assumir riscos por se envolverem. Foi quando os primeiros empresários começaram a pensar fora da caixa para lidar com a crescente concorrência e ganhar mais lucros.

Necessidade de carreira independente: Com o aumento da população, surgiu a necessidade de escolher um plano de carreira e conseguir um emprego para se estabelecer bem. Devido à falta de bons empregos e ao aumento do número de empregos indignos, cada vez mais pessoas queriam optar por uma carreira independente. Na busca por ter um emprego estável e uma carreira, a maioria das pessoas começou a assumir riscos máximos, iniciando seus próprios pequenos negócios, a fim de obter o máximo de benefícios.


Empreendedorismo social como carreira

O empreendedorismo social como oportunidade de carreira cresceu nos últimos anos de acordo com a magnitude do problema enfrentado por toda a nação, que precisa de uma solução compreensiva de natureza realista, em vez de falsas promessas extravagantes. A Índia tem um dos maiores distritos eleitorais de pessoas pobres, onde cerca de 230 milhões de pessoas estão sofrendo de fome; 21 milhões de crianças sofrem de desnutrição. Por isso, oferece amplas oportunidades para a formação de jovens talentos na Índia para fazer a diferença, investindo no capital social e solucionando os males sociais que uma burocracia corrompida tem sido completamente inepta de abordar.

Ser um empreendedor social é tão lucrativo quanto trabalhar em qualquer posição alta no setor público. Como um empreendedor social, uma pessoa cria seu próprio nicho e individualidade, fazendo diferenças na vida das pessoas que realmente se sentem como maldição para nascer como seres humanos e eles podem trazer sorriso para aqueles rostos que se esqueceram de sorrir para sempre e isso é o melhor prêmio que um ser humano com mente holística pode alcançar.

Devido à sua natureza de explorar energias inexploradas na forma de reconhecer aquelas pessoas e comunidades que não foram tocadas com a varinha mágica do desenvolvimento, fazer o empreendedorismo social é uma opção de carreira excitante , com diferentes e novos desafios enfrentados todos os dias.

Mais importante ainda, dá às pessoas um senso de controle sobre seus destinos. Um bom exemplo de empreendedorismo social e empreendedor social é o Grameen Bank of Bangladesh, criado por Mohd.Yunus como uma iniciativa de microfinanciamento para fornecer independência econômica a grupos de baixa renda, tornando-os mestres de seu próprio destino. Ou, por falar nisso, se falarmos de outro nobre empreendimento, capacitar pessoas e comunidades é o Grameen Danone Food , que visa reduzir a pobreza fornecendo oportunidades de negócios e emprego para a população local, pois as matérias-primas necessárias para a produção serão adquiridas localmente. . E o objetivo é obter lucro e investir esse lucro para o desenvolvimento das comunidades envolvidas. Mesmo na Índia, empreendimentos sociais como o Teach for India, O objetivo é capacitar as crianças em estado de pobreza educando-as e transformando-as em futuros líderes, ao mesmo tempo em que motiva os jovens recém-formados a se unirem a essa iniciativa, transformando-a em um programa de bolsas patrocinado pela Dell.


Concurso Público da Prefeitura de Itatiaia – RJ oferece mais de 160 vagas

Interessados em morar na cidade de Itatiaia, no Rio de Janeiro, contam com uma nova oportunidade. A Prefeitura Municipal lançou um concurso público com 168 vagas em diferentes áreas de atuação.

As oportunidades são para pessoas com graduação completa, ensino médio ou fundamental.

As pessoa que terminaram a graduação podem se inscrever para: Analista de Políticas Públicas e Gestão Municipal – Ciências Contábeis (1); Auditor Municipal de Controle Interno – Ciências Contábeis (1); Orientador Pedagógico Pedagogo – Maromba (1), História (1), Administrador de Empresa (1); Fonoaudiólogo (1); Assistente Social (2); Dentista (1); Matemática (6), Fiscal de Tributos Municipais; Dentista Bucomaxilofacial (1); Auditor Municipal de Controle Interno (1); Analista de Políticas Públicas; Farmacêutico; Orientador Educacional Pedagogo; Veterinário (1); Geografia (1), Educação Artística (1), Educação Física (2), Psicólogo (2); Ensino Religioso (1), Procurador (1); Ciências (1), Educação Física – Maromba (1), Nutricionista (1); Inglês (1) e Psicólogo Clínico/Educacional (1).

Há ainda vagas de emprego para médicos em diferentes áreas como: Clínico Geral – Ambulatorial (1), Cirurgião Geral – Ambulatorial, Angiologista (1), Ultrassonografista, Endocrinologista, Anestesista – Sobreaviso (3), Pediatra – Plantonista (2), Pediatra Cirurgião – Ambulatorial (1), Neurocirurgião, Dermatologista, Reumatologista (1), Gerontologista (1), Otorrinolaringologista (1), Sobreaviso (1), Psiquiatra (2), Homeopata (1), entre outros.

Já para quem completou o curso técnico ou ensino médio as oportunidades são para: Professor I – Maromba (1); Cuidador Social (1); Escriturário (4); Técnico de Raios X; Fiscal Sanitário; Professor I (4); Inspetor de Disciplina (1); Fiscal de Obras e Serviços; Cuidador em Saúde (1); Auxiliar de Creche (20); Ouvidor Público (1); Guarda Municipal I (5); Enfermagem – Plantonista (4); Secretário Escolar (2); Auxiliar de Secretaria (1); entre outros.

Há ainda vagas para ensino fundamental como: Merendeira – Maromba (2); Cozinheiro – Plantonista (3); Visitador Sanitário (3); Porteiro (3); Servente – Maromba (2); Porteiro – Maromba (1); Maqueiro (1); Servente (3); Motorista (11) e Merendeira (3).

As inscrições ficarão abertas até o dia 4 de fevereiro de 2019 no site da organizadora: www.ibam-concursos.org.br. No mesmo site é possível encontrar mais notícias sobre o certame.


Foco é segredo para ser empreendedor

Para um empreendedor manter o foco e seguir seu “instinto” é preciso ter autoconfiança. Durante a trajetória existirá dezenas de pessoas que irão desincentivar, e é preciso saber lidar com a opinião alheia, seguindo os objetivos, foco e encontrando as melhores soluções para a economia. Por isso, sempre que for pensar em um projeto é importante ter um plano de negócio traçado.

Nem sempre uma ideia inovadora dará certa por mais bem planejada que seja, claro, as chances são maiores, contudo, algumas vezes irá falhar. Ter persistência para continuar tentando e não perder a confiança é obrigatório para ser um empreendedor.

Estas são as características principais de como ser um empreendedor.

Para ser um empreendedor é preciso desenvolver de “dentro para fora” as características e atitudes, assim, irá externá-las e conseguir atingir o sucesso.

Simplificando, é necessário readaptar os hábitos e forma de visualizar as coisas.

Fazer cursos e exercícios de coaching, por exemplo, é uma excelente forma de melhorar a autoconfiança. Tomar as “rédeas” da situação e encontrar a solução você mesmo, sem o auxílio de terceiros ou opiniões alheias também é importante. Treine isso!

Com o objetivo de melhorar sua capacidade de observação, criação e concentração, você pode retirar 1 hora do seu dia para pensar em novos negócios ou até mesmo remodelar negócios já existentes, encontrando pontos que é possível inovar e fazer sucesso.

Embora possa parecer um pouco “bobo”, para aperfeiçoar a sua persistência a dica é começar a jogar alguns games, provavelmente irá perderá às vezes e terá que persistir até conseguir.

As ideias inovadoras não surgem sempre do nada, pelo contrário, na grande maioria das vezes segue uma série de etapas até chegar a sua elaboração.

É importante destacar que ideias inovadoras não são apenas as que jamais foram criadas, mas sim tudo que sofre alguma modificação significativa. Por exemplo: táxi, é um negócio comum, agora, oferecer um serviço de táxi de carros antigos é uma inovação.

As pessoas que possuem uma boa capacidade criativa costumam dizer que o grande “macete” é ser observador. Analisar o dia a dia, perceber em tudo uma possibilidade de algo novo é a chave para ter ideias inovadoras.