História do Empreendedorismo Social

Empreendedorismo social é um tipo de iniciativa de empreendedorismo que visa a assumir um problema social para trazer uma transformação na mesma. A pessoa que assume o desafio é chamada de empreendedora social e usa o princípio do empreendedorismo com a intenção de criar capital social e não ser essencialmente centrada no lucro.

O objetivo do empreendedorismo social é promover a causa das metas sociais e ambientais que têm impacto no presente ou nos tempos vindouros. Tais empreendedores são geralmente parte ou associados de alguma forma a algumas organizações sem fins lucrativos (ONGs). Embora a lucratividade também seja um aspecto desse conceito, mas pode não ser o único propósito da organização.

Andrew Mawson trabalhou extensivamente sobre o conceito e notícias de empreendedorismo social e estendeu o mesmo para trazer reformas na estrutura da comunidade. Ele também lançou as bases do centro Bow no leste de Londres. Para isso, ele foi conferido ao paradeiro de Lord Mawson e trabalha para desenvolver parcerias para o trabalho de regeneração iniciado por ele.

O empreendedorismo social é relativamente um novo termo. Ele veio para notar apenas algumas décadas atrás. Mas seu uso pode ser encontrado ao longo da história . De fato, havia vários empresários que criaram empresas sociais para eliminar problemas sociais ou trazer mudanças positivas na sociedade. Vinoba Bhave, fundadora do Land Motion Movement da Índia, Robert Owen, fundador do movimento cooperativo e Florence Nightingale, fundador da primeira escola de enfermagem e desenvolvedor de práticas modernas de enfermagem, pode ser incluída nesta categoria. Eles estabeleceram tais fundações e organizações no século XIX, muito antes do conceito de Empreendedorismo Social usado na administração.

Houve empreendedores durante os séculos XIX e XX que fizeram esforços para erradicar os males sociais. Além disso, há muitas sociedades e organizações que trabalham pelos direitos da criança, empoderamento das mulheres, salvar o meio ambiente, salvar árvores, tratamento de resíduos, etc. Além de abordar as questões sociais, o empreendedorismo social também inclui reconhecimento e resolução dos problemas ambientais. questões financeiras para os pobres rurais e urbanos.

Nos dias de hoje, o conceito de empreendedorismo social tem sido amplamente utilizado e também em diferentes formas. O estabelecimento do Banco Grameen por Muhammad Yunus, Ashoka: Os Inovadores do Público por Bill Drayton, Juventude Unida por Jyotindra Nath, Rand De por Ramakrishna e Smita Ram, SKS Microfinanças por Vikram Akula e Roozi.com por Nick Reder, Brent Freeman e Norma La Rosa popularizou o termo.