O que são empreendimentos sociais?

Os empreendimentos sociais são movimentos cada vez mais populares que provocam mudanças sociais, culturais e ambientais. Ao incorporar habilidades e técnicas de negócios, indivíduos e empresas são capazes de fornecer soluções inovadoras para problemas sociais persistentes que ainda precisam ser abordados por outros métodos. Com a mensagem de “impacto primeiro” em sua essência, os empreendimentos sociais visam tornar um impacto social financeiramente viável, embora sua finalidade vá muito além de ganhar dinheiro.

Três características, que separam empreendimentos sociais de um negócio tradicional são as seguintes: Eles têm um impacto positivo na sociedade. Eles vendem um serviço ou produto que lhes permite causar um impacto social.

Eles são financeiramente auto-sustentáveis ​​e não dependem de doações.

Por que o empreendimento social está em ascensão. Há muitas razões pelas quais as empresas que utilizam técnicas de empreendimento social continuam a florescer, mas é fácil ver que os desafios globais, como a diminuição dos recursos naturais, o rápido crescimento populacional, a extrema pobreza e os efeitos negativos das mudanças climáticas têm impulsionado muitos líderes empresariais e inovadores para a ação.

Os empreendimentos sociais funcionam porque as pessoas são atraídas para gerar histórias e as razões pelas quais as pessoas fazem o que fazem.

Quando as pessoas ouvem que alguém criou uma empresa para ajudar as pessoas ou o meio ambiente, elas estão mais ansiosas para fazer parte de sua história, para consumir seu produto e, à sua maneira, contribuir para um benefício duradouro para a sociedade.

A maneira como as empresas medem o sucesso mudou. O triple bottom line exige que as organizações preparem três linhas de base diferentes, que incluem lucro corporativo, responsabilidade social e responsabilidade ambiental. Além de prosperar em mercados competitivos e lucrar financeiramente, as empresas estão incluindo seu impacto social e ambiental em seu custo total de fazer negócios. Os empreendimentos sociais permitem que as empresas se tornem mais responsáveis ​​socialmente, o que pode resultar na promoção de uma imagem de marca positiva e maior fidelidade do cliente.

Até 2025, quase três quartos dos trabalhadores em todo o mundo serão da geração do milênio. Esse enorme influxo para a força de trabalho já está mudando a forma como os negócios são conduzidos.