Trabalhos voluntários poderão ser adotados como parte da carga horária do ensino médio

As instituições de ensino poderão aceitar as horas de trabalhos voluntários realizados por seus estudantes como meio de completarem as cargas horárias das séries do ensino médio. A novidade foi divulgada após a aprovação de um pacote com novas diretrizes curriculares, que foi aprovado pelo CNE (Conselho Nacional de Educação).

Conforme a redação dada às diretrizes em questão, além de serviços voluntários, também poderão ser aceitas outras atividades realizadas pelos alunos. Isso, entretanto, estará condicionado ao fato de tais ações envolverem algum caráter de ordem pedagógica. Dessa maneira, estágios, cursos, pesquisas de campos e iniciação científica passarão a contar como horas estudadas.

Aprovada no ano de 2017, a lei que dispõe sobre os novos ditames do ensino médio tornou claro que essa fase da educação deverá ser composta por um total de 5 horas diárias. Até o ano de 2022, espera-se que a carga horária de todo o período seja de 3 mil horas. Desse total, 1,8 mil horas serão de ensino comum a todos os alunos em território nacional.

O restante da carga horária, conforme estabelecem as novas diretrizes, poderá ser escolhido pelo próprio aluno. Assim sendo, este deverá optar pelas áreas de tecnologia, humanidades, ciências naturais, linguagens ou matemática.

As formas como esses trabalhos voluntários serão realizados poderão ser tanto presenciais, quando o aluno frequenta um ambiente convencional ou à distância. Em todos os casos, é necessário que haja a orientação e supervisão de um professor para que haja validação das horas de atividades. O emprego da tecnologia, de acordo com notícias sobre as novas regras, não é descartado.

Nas novas diretrizes constam outras mudanças. Uma das mais expressivas é a que autoriza o estabelecimento de convênios entre algumas instituições de ensino. É importante salientar que estas devem fazer parte de um cadastro específico elaborado pelo sistema de ensino nacional.

As escolas poderão, conforme as diretrizes de ensino, escolher de que maneiras irão avaliar cada uma das atividades permitidas a partir de então. Com isso, até mesmo atividades em instituições estrangeiras passarão a contar para que se complete a carga horária necessária à formação no ensino médio em todo país.

Saiba mais:

https://istoe.com.br/escolas-poderao-considerar-trabalhos-voluntarios-feitos-por-estudantes/