Estudo mostra que reposição hormonal está associada a perda auditiva

Com os anos, a idade começa a ser sentida por qualquer pessoa, ainda mais quando vão se aproximando dos 45 anos. No caso das mulheres, o corpo sente muitas transformações próximo a essa idade diante dos impactos da menopausa. Este é um período fisiológico com um declínio dos hormônios femininos sentido de forma acentuada. Um dos sintomas sentido pelas mulheres nesta etapa de transformação é a perda de audição.

Um estudo sobre a menopausa apontou outros fatores para a perda de audição, mostrando que nesse caso, esse déficit auditivo não é causado pela menopausa. Para poder amenizar os transtornos recorrentes provocados pela redução de hormônio no organismo devido a menopausa, diversas mulheres recorrem à terapia para reposição hormonal. Mas esse tipo de tratamento pode ter como consequência alguns problemas para a saúde.

A pesquisa realizada pela Brigham and Women’s Hospital, hospital localizado em Massachusetts, Estados Unidos, mostrou que os níveis de hormônios sintéticos que permanecem no organismo da mulher no período pós-menopausa é responsável por 21% da perda auditiva gradual nessas mulheres. O estudo sobre a influência das terapias de reposição hormonal com a perda auditiva da mulher foram divulgados no início do mês de agosto de 2018.

Esse é considerado o primeiro estudo sobre a perda auditiva associada ao medicamento de reposição hormonal. Os responsáveis pelo estudo não conseguiram definir ao certo qual seria o motivo para isso acontecer. Mas, a indicação de que o uso de hormônios e a elevação das doses de estrogênio nas células ciliadas do ouvido, acabam gerando mais estímulos auditivos para o cérebro. Esse tipo de célula não são recuperadas pelo organismo assim que elas morrem.

O estudo fez comparação com mulheres que entraram na menopausa e não fizeram o uso de nenhum tipo de medicamento hormonal. Os tratamentos de reposição hormonal existentes podem ser prejudiciais ao longo prazo para a saúde auditiva das mulheres, onde o risco de uma surdez aumenta 15% ao longo de cinco anos de reposição hormonal a base de comprimidos.