Pesquisa revela que empresas manipularam os resultados sobre os danos que podem ser causados pelo açúcar

As empresas americanas manipularam os resultados e ainda cortaram verbas das pesquisas científicas, que estudavam as consequências prejudiciais à saúde, causadas pelo açúcar há cinco décadas atrás. Uma pesquisa foi divulgada no periódico PLOS Biology, em que os pesquisadores estudaram relatórios dos anos 60 e verificaram traços de interferência feitos pela Fundação de Pesquisa sobre açúcar, que alterou os estudos feitos com animais, defendendo dessa forma os interesses da indústria açucareira e acabou com isso sugestionando os consumidores.

De acordo com os pesquisadores, se os resultados não tivessem sido adulterados, a discussão sobre as consequências desastrosas da ingestão de açúcar pelas pessoas, teria acontecido há muito mais tempo. Medidas teriam sido tomadas para combater diversas consequências do consumo de açúcar, como obesidade, diabetes, doenças cardíacas e outras.

A pesquisadora Cristin Kearns, da Universidade da Califórnia, declarou através de um comunicado que a Associação do Açúcar, que é uma entidade dos Estados Unidos direcionada para o comércio, revelaram em 1969 que o açúcar possuía calorias com resultados metabólicos diferenciados das calorias apresentadas pelo amido.

A pesquisadora juntamente com a sua equipe, achou documentos que mostravam que o setor industrial açucareiro, desenvolveu trabalhos juntamente com nutricionistas e alguns outros pesquisadores, para mostrar que o colesterol e a gordura são os principais causadores de uma série de doenças cardíacas. A finalidade era reduzir as mostras de que a ingestão de açúcar, pode ocasionar também diversos tipos de doenças. Os cientistas mostram na nova pesquisa que a Fundação de Pesquisa sobre Açúcar custeou em segredo uma correção no New England Journal of Medicine, do ano de 1967, para acabar com qualquer vestígio que pudesse associar a ingestão de açúcar com indícios de lipídios encontrados no sangue e que também ocasionavam sérios problemas cardíacos.

Esses estudos que foram manipulados iriam mostrar que o açúcar pode causar  hiperglicemia,  que é o aumento da taxa de açúcar no sangue e que pode causar diabetes. Outro problema grave é que a sua ingestão, pode estar relacionado ao câncer de bexiga. Se esses dados fossem do conhecimento das pessoas desde os anos 60, todos estariam cientes de que o açúcar é uma substância com grande potencial cancerígeno.