Exercícios valem mais para a saúde do que manter um bom colesterol

Resultado de imagem para Exercícios valem mais para a saúde do que manter um bom colesterol

 

concentração da molécula que realiza uma limpa nos vasos sanguíneos. Contudo, de acordo com o epidemiologista Gary O’Donovan, da Universidade de Loughborough, na Inglaterra, não é para todas as pessoas que essa vantagem ocorre. Porém, mesmo assim, a prática de exercícios continua sendo altamente recomendada para todos os indivíduos.

Através de um estudo realizado com mais de 35 mil britânicos, Gary O’Donovan conseguiu identificar uma ligação entre as taxas do chamado colesterol bom e o indíce de mortalidade das pessoas que se exercitavam menos de 150 minutos por semana. Segundo ele, mesmo quando a prática de exercícios não era o bastante para aumentar a taxa de HDL, a atividade física já compensava por diminuir a gordura reduzir os entupimentos vasculares que resultam em problemas como AVC e infarto.

Uma pessoa sedentária que tem o HDL normal, que é o colesterol bom, possui um risco 37% maior de falecer precocemente, quando comparadas as pessoas que praticam exercícios regularmente. Em situação ainda pior estão os sedentários que tem o HDL baixo, pois nesse caso os riscos aumentam em até 65%. Desse modo, fica evidenciado que é mais importante ser ativo fisicamente do que apenas manter as taxas do colesterol controladas.

Essa pesquisa realizada na Universidade de Loughborough ressaltou ainda que uma movimentação constante é capaz de auxiliar na queda da pressão, na perda de peso e no controle da glicemia, o que por sua vez, torna quase impossível a tarefa de criar um remédio que possa substitua o a prática de exercícios.

Enquanto o HDL é conhecido como colesterol bom por auxiliar a desobstruir os vasos sanguíneos, o LDL é o colesterol ruim, pois deposita gorduras nas artérias que, a médio e longo prazo podem causar diversas doenças sérias. Essas gorduras são  os triglicerideos,  que em excesso, travam o fluxo de sangue e prejudicam todo o funcionamento do organismo. Para neutralizar essa quadro, os exercícios físicos são essenciais, sendo capazes inclusive de reduzir os níveis de triglicerideos em até 20%.